A poderosa Fátima Bernardes

Postado por Cantinho da Beleza e Cia. às 00:14:00
Reações: 
Ela tem a vida que muitas de nós rezamos para conseguir, mas nada caiu do céu. A editora do Jornal Nacional batalhou bastante – e hoje banca suas escolhas com tanta leveza que parece até milagreira.







1 - Valorizar

Ela vem de uma família simples e os pais lhe ensinaram a “dar importância ao que realmente tem valor”. E o que de fato tinha valor para a mãe de Fátima, a dona de casa Eunice, 68 anos, e para o pai, o sargento da aeronáutica Amâncio, 72, era a educação das filhas. A jornalista tem uma irmã, Vânia, 45 anos, que é química farmacêutica e hoje vive na França. “Estudei inglês e balé e quando lembro que, para isso, minha mãe nunca teve uma empregada nem ia ao salão fazer as unhas... Sinceramente, não sei se foi correto abrirem mão de tantas coisas por nós. Mas sou muito grata pelo que fizeram.” Mesmo morando perto dos pais, essa virginiana não é de pedir colo na hora do aperto. Só avisou a mãe sobre a cirurgia para retirar um duto mamário, em 2008, um dia antes. “Eu disse: ‘A h, é uma coisa à toa’. Tenho muita dificuldade em demonstrar fragilidade ou fraqueza. Acho que vou dar conta de tudo – mas nem sempre consigo.”

2 - Namorar

Apesar de defender que não existe receita de casamento duradouro, Fátima tirou algumas conclusões após 21 anos ao lado do jornalista William Bonner: “Amor e sexo são determinantes. E aí vem o resto: compartilhar sonhos, projetos e ideais de futuro”. Será que brigam por conviver tanto em casa e na Rede Globo? “As pessoas não acreditam, mas a gente tem pouco contato no trabalho.” William é mais romântico, do tipo que presenteia fora de datas. “Por exemplo, não gosto de comprar joias – e ele adora dar. Então, para meu marido não perder esse encantamento, compro só bijuteria (risos).”

3 - Compreender

“Bom dia a vocês todos que consideram razoável a ideia de saber em tempo real tudo o que esse tio velhinho decide tornar público via internet.” Com frases assim, William conquistou mais de 1 milhão e 300 mil seguidores no Twitter. Quando começou, Fátima tomou um susto. “Ele é tímido, nunca gostou de expor nossa vida. E aí vejo essa fascinação por um brinquedinho! Aprendi a lidar, mas não me seduz.” Existe o medo de que ele erre a mão e diga o que não deve? “Não tenho, não. Ele faz brincadeiras, tuíta: ‘Vejam como as crianças estão lindas’... E são fotos na penumbra.”

4 - Errar

Mãe de Beatriz, Laura e Vinícius, 13 anos, Fátima descarta manuais para enfrentar a adolescência dos filhos. “A gente ainda não sabe como administrar essa fase. Mas eu também não sabia como lidar com um filho, muito menos com três!” Até outro dia, ela não deixava que fossem ao cinema sozinhos. Agora, começa a permitir que saboreiem um pouco de liberdade... mas busca na saída! E sabe que pode errar, sim, porque faz parte do processo. “O mais importante é dizer que errou.” Sobre a união familiar de sucesso, pondera: “É preciso mostrar que você está ali verdadeiramente – não está com aquele olhar embaçado pensando em outras coisas”.

5 - Trabalhar

Quando comandou o Hoje, Fátima aprendeu a chefiar, enxergar o todo. “No começo foi sofrível. Gosto mais de estar em ação (entrevistar e apresentar o jornal). Claro, hoje faço com mais tranquilidade.” Não significa que se acomode na posição de poderosa do JN, liderado por William. “ Estou no jornal de maior prestígio, mas tenho de me aperfeiçoar a cada dia para permanecer ali.”

6 - Delegar

Para equilibrar a balança com leveza, Fátima tornou-se menos centralizadora. “Sei todos os detalhes do que está acontecendo em casa, por exemplo. Até brinco que somos uma empresa: quando algo não vai bem, a gente se reúne e conversa. Mas compreendi que as pessoas só rendem o que você espera se permitir que elas ajam. Em geral, quem fala ‘tudo eu, tudo eu’ é porque não entrega nada a ninguém. Delegar é um exercício”, afirma Fátima, que conta com a ajuda de duas empregadas, um caseiro e um motorista. Certas coisas ela mesma gosta de fazer, como comprar o lanche que os filhos levam para a escola e estudar com eles para acompanhar o aprendizado.

7 - Amadurecer

“Acredito realmente que a gente melhora com os anos. Estar menos ansiosa foi um dos ganhos. Por outro lado, acho difícil me acostumar com as mudanças físicas que a idade começa a trazer. Ainda mais que não tenho coragem nem paciência de correr atrás de todos os mecanismos anti-idade. É claro que olho e falo: ‘Eu gostava tanto deste contorno (aponta o rosto) e agora vejo que não está tão legal’. Mas a guerra contra o tempo é uma guerra perdida. Prefiro direcionar minha energia para ganhar brigas boas.” Embora nunca tenha feito plástica, não é contra. “No dia em que fizer, não será para ficar com cara de quem tem 30 anos, mas para ganhar um ar mais descansado.” E assume que aplica Botox ao redor dos olhos. Em 2002, quando fez escova progressiva, a repercussão foi gigantesca. “Meu cabelo é patrimônio nacional”, afirma, rindo.


Sucesso passo a passo

Há 13 anos, essa carioca criada no Méier e hoje moradora da Barra da Tijuca ocupa um dos postos mais cobiçados do jornalismo brasileiro: é apresentadora e editora executiva do Jornal Nacional. A carreira, iniciada no jornal O Globo, em 1983, deslanchou quando Fátima foi aprovada, em 1987, num curso de telejornalismo da Globo. Pouco tempo depois, já apresentava o então RJTV 3a Edição. Passou pelas bancadas do Jornal da Globo (1989) – onde iniciou a dobradinha com William –, doFantástico (1993), do Jornal Hoje (1996) e novamente pelo Fantástico (1997). Após ter os trigêmeos, voltou ao JN. Por quatro vezes ganhou o prêmio Os Melhores do Ano, doDomingão do Faustão. E acaba de concorrer mais uma vez, disputando com Bonner e Tiago Leifert, que acabou levando a estatueta.







0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião é muito importante para o Blog!!!

 

Cantinho da Beleza e Cia. Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Customizado pelo Cantinho do Blog. Imagens Jogo de Meninas e pngs Deviantart